É preciso conhecer

É preciso conhecer

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Livro : Natação para autistas



Trabalhar com educação especial, ainda mais com autistas, é um desafio. Desafio prontamente aceito pela professora de educação física Carolina Aparecida de Castro Granato, de Volta Redonda. Ela começou a trabalhar com natação para autistas em 2002, quando fazia pós-graduação em educação especial. “Já trabalhava com autismo desde 1999, e com natação há mais tempo. Estava fazendo pós, e fui pesquisar sobre o assunto. E eu não achava material, nada havia sido publicado no Brasil”, diz. Em 2003, ela começou a escrever. “Escolhi o assunto pela afinidade que tenho com o tema, e também pela falta de referências bibliográficas que eu constatei”. Resultado: lançou o livro “Natação Para Autistas”. Em seu livro, Carolina inicia falando sobre os conceitos da natação. “A natação não é só o nado, técnico. É muito mais do que isso. Faço essa explicação até para evitar qualquer interpretação errada, pois o autista não vai sair nadando. A aula, para ele, é um processo para ajudar no tratamento, na socialização”, explica. - Depois, eu conceituo o autismo. Falo de diagnóstico, teorias, dou dicas de ensino para pessoas que são portadoras da doença. Ao final, falo sobre a minha experiência com natação para autistas. As etapas de adaptação, como foi no fundo, como foi no raso, a resposta de cada um - detalha.Carolina também comenta resultados: “Fiz uma análise da habilidade aquática no início, depois com três meses de aulas, e depois com seis. Ao final, eles já estão nadando, mostrando uma afinidade muito grande com a água”. A professora dá aulas no Parque Aquático Municipal. Segundo ela, o diferencial está na composição das turmas - as aulas são individualizadas. “Também usei a metodologia nas turmas regulares”, diz. “Mas é importante ressaltar que os autistas têm menor capacidade de concentração, são hiper-ativos. Então evito o excesso de material na piscina e trabalho a concentração e a comunicação, dando limites e regras”, explica, ressaltando que o essencial é trabalhar com eles o “olho no olho”. Nas aulas, há música, apreciada pelos alunos. “Eles respondem muito bem”, enfatiza.Quando um novo aluno se matricula, há todo um processo, em que é feita uma entrevista com os responsáveis. “Perguntamos qual a relação que o paciente tem com a água, além de rotina, medicamentos. E é unanimidade: todos eles têm uma boa relação com o meio aquático”, destaca Carolina.- O melhor de trabalhar com essas turmas especiais é o carinho que eles sentem. Isso é a maior recompensa, principalmente quando vem dos autistas. Ao contrário do que muitos pensam, eles têm sentimentos sim, mas possuem dificuldade para lidar com eles, para expressá-los. Então, quando a gente sente isso vindo deles, todo o carinho, isso não tem preço. O LIVRO - “Natação Para Autistas” foi lançado no início do mês, apresentado no Fórum Internacional de Saúde, Esporte e Lazer, no Sesc (Serviço Social do Comércio), no Rio de Janeiro. “Até onde me consta, não há ainda nenhuma literatura sobre o assunto, nem mesmo na Internet, então estou estudando com a editora a viabilização do livro para vendas na rede também, pelas lojas virtuais”, diz a autora, destacando que a primeira edição está praticamente esgotada.Carolina é formada em educação física pelo UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda), com pós-graduação em educação especial pela Universidade Gama Filho. Um pouco sobre o autismo• O QUE É - Autismo é uma desordem na qual uma criança jovem não pode desenvolver relações sociais normais, se comporta de modo compulsivo e ritualista, e geralmente não desenvolve inteligência normal. O autismo é uma patologia diferente do retardo mental ou da lesão cerebral, embora algumas crianças com autismo também tenham essas doenças. Sinais de autismo normalmente aparecem no primeiro ano de vida e sempre antes dos três anos de idade. A desordem é duas a quatro vezes mais comum em meninos do que em meninas. • CAUSAS - A causa do autismo não é conhecida. Estudos de gêmeos idênticos indicam que a desordem pode ser, em parte, genética, porque tende a acontecer em ambos os gêmeos se acontecer em um. Embora a maioria dos casos não tenha nenhuma causa óbvia, alguns podem estar relacionados a uma infecção viral (por exemplo, rubéola congênita ou doença de inclusão citomegálica), fenilcetonúria (uma deficiência herdada de enzima), ou a síndrome do X frágil (uma dosagem cromossômica). • CARACTERÍSTICAS - Dificuldade na interação social: dificuldade acentuada no uso de comportamentos não-verbais (contato visual, expressão facial, gestos); dificuldade em fazer amigos; apresenta dificuldade em compartilhar suas emoções; dificuldade em demonstrar reciprocidade social ou emocional. Prejuízos na comunicação: atraso ou falta de linguagem verbal; para aqueles onde a fala é presente, verifica-se uma grande dificuldade em iniciar ou manter uma conversa; uso estereotipado e repetitivo da linguagem; falta ou dificuldade em brincadeiras de “faz de conta”. Padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses e atividades: preocupação insistente com um ou mais padrões estereotipados; assumir de forma inflexível rotinas ou rituais (ter “manias” ou focalizar-se em um único assunto de interesse); maneirismos motores estereotipados (agitar ou torcer as mãos, por exemplo); preocupação insistente com partes de objetos, em vez do todo (fixação na roda de um carrinho, por exemplo).
••• Fontes: ABC da Saúde e Wikipédia
Serviço
Natação Para Autistas -
De Carolina Aparecida de Castro Granato.
Editora Publit; 84 páginas.
Preço médio: R$ 20,00. O livro está sendo vendido pela própria autora. Contato: (24) 9904-115
 .
 novo e-mail da autora: Carolina Granato carolgranato@gmail.com
Pessoal façam contato diretamente com ela para compra do livro. Apenas divulguei a matéria , OK?
Marcio Vieira

20 comentários:

Visite www.arteautismo.com disse...

uneOi Márcio, pesquisando sobre natação encontrei voce.
Sabe moro no Rio de Janeiro e não soube do lançamento deste livro.
Meu filho Filipe faz natação. E os professores dele deixam muito a desejar. Ou seja nao ensinam nada. Para mim teriam que entrar na água p/ ajudar. Não ensinam quase nada.
só não tiro porqwue Filipe ama a aula e o clube. Qdo reclamo eles dizem que Filipe tem o momento dele.
Essa professora poderia dar aulas a estes professores.
Se tivesse ido no lançamento comprava um para eles rs .
Sabe porque esgotou logo? Não existe muito literatura sobre o assunto sobre autismo e muito menos para natação para autistas. Os jovens que se formam, ficam loucos por livros sobre o tema.
Me parece que apesar do autismo ser um tema apaixonante, ele deixa os pesquisadores na retaguarda.
O autista é uma gama de possiblidades, basta ter o interesse. Se quiserem pode desvendar muito este mal
Gostei muito do seu blog pois pude ler vários assuntos sobre o autismo. Parabéns. Te convido a conhecer a arte de Filipe.
Grande abraço.
Ray

Élide disse...

Oi gostaria de obter um livro mas qdo enviei um e-mail, deu errado vc poderia entrar em contato comigo ?martinselide@hotmail.com

Dorothy disse...

Olá Carolina!



Sou estudante de mestrado de Reabilitação Psicomotra, pela Faculdade de Motricidade Humana,da Universidade Técnica de Lisboa.

O tema da minha tese de mestrado é "Estudo do impacto da Intervenção Psicomotora em meio aquático em crianças com Perturbações do Espectro do Autismo (PEA)".

A minha área de estudo é a psicomotricidade, o objectivo da tese é criar um instrumento possível de focar e quantificar os comportamentos das crianças com PEA no meio aquático para que possa ser feita uma posterior avaliação sobre o impacto da intervenção. Deste modo, e porque também estou a ter dificuldades em encontrar material sobre o assunto, achei por milagre o seu email na internet. Adorava que me pudese enviar o livro porque em Portugal não devo conseguir encontrá-lo e concerteza seria uma mais valia para a minha tese. Se for possível falar consigo sobre a mesma,para trocar ideias, agradecia.



Com os melhores cumprimentos, aguardo uma resposta

Dorothy Freitas

Mara disse...

Olá, gostaria de obter o livro...liguei no numero indicado da Carolina, mais caiu na caixa postal meu nome é Mara email maracristinars@hotmail.com poderia entrar em contato comigo?
Grata.

Mara disse...

Olá tenho pressa na compra do livro Natação Para Autistas - De Carolina Aparecida de Castro Granato. Editora Publit; 84 páginas. Ja envieu comentario mas ainda nao obtive resposta...ainda no aguardo. Mara Cristina.

Anônimo disse...

Ola Carolina, sou estudante de educacao fisica e estou escrvendo minha monografia sobre autismo. Gostaria de obter seu livro NATACAO PARA AUTISTA, como faço para obte-lo???
Obrigada
Emilie

Anônimo disse...

Boa Tarde!

Sou Professora de Educação Física em Portugal e estava bastante interessada em adquirir o seu livro. Será que era possivel enviar-me o livro para Portugal? Uma vez que não consigo enviar email para o mail referido na sua página web, poderia entrar em contacto comigo? o meu email é: lia_bahut@hotmail.com

Obrigada!
Lia Bahut

Mãe de autista - Aceitação e amor para a cura disse...

Olá,
Gostaria muito de obter este livro. Passei um e-mail, mas o mesmo voltou. Vcs poderiam entram em contato por favor. O meu e-mail é michellafranca@ig.com.br e blog: http://soumaedeautista.blogspot.com/
Fico no aguardo.
Um abraço!!!

Ana disse...

Carolina,Bom dia! Gostaria de comprar o livro onde posso encontrá-lo sou profª de natação e tenho dois alinos autistas. Estarei no Aguardo Obrigada

Anônimo disse...

Oi, como faço pra obter seu livro. Estou me formando em educação física, tenho um filho autista, ja trabalho a natação com ele. Moro em Manaus

Carla Mota disse...

Oi, meu nome é Carla e gostaria muito de obter o livro Natação pra autistas, como faço. Aguardo retorno.

Anônimo disse...

oi, sou prof de educação fisica, pos-graduado em natação,tenho um aluno c sindrome do spectro autista, e gostaria de obter o livro, natação p autistas. como fazer? imail: marcio_luiz_fazenda@hotmailcom, agradeço-lhes desde ja..

netinho neto disse...

Olá. gostaria de obter o livro. Meu e-mail: netinhopsi@live.com

netinho neto disse...

Olá! Gostaria de obter o livro, como proceder? Meu e-mail: netinhopsi@live.com

netinho neto disse...

Olá! Gostaria de obter o livro. Como proceder? Meu e-mail: netinhopsi@live.com

Carolina Granato disse...

Fico grata com o retorno positivo, desculpem pelos problemas de comunicacao hoje uso o email carolgranato@gmail.com e o telefone esta desligado porque moro fora do Brasil , mais ainda continuo vendendo os livros com a ajuda da minha mae. Infelizmente nao consegui uma editora que pudesse financiar o livro, eu paguei toda a publicacao do meu bolso e o preco cobrado e somente para cobrir os custos da edicao, nao ganho nada material com isso, nao tenho interesse, mas ganho muito mais com o retorno que ganho das pessoas e pela felicidade de compartilhar o meu trabalho e que,fique registrado foi um dos que mais me deu prazer.
Obrigada
Carolina Granato

Carolina Granato disse...

Fico grata com o retorno positivo, desculpem pelos problemas de comunicacao hoje uso o email carolgranato@gmail.com e o telefone esta desligado porque moro fora do Brasil , mais ainda continuo vendendo os livros com a ajuda da minha mae. Infelizmente nao consegui uma editora que pudesse financiar o livro, eu paguei toda a publicacao do meu bolso e o preco cobrado e somente para cobrir os custos da edicao, nao ganho nada material com isso, nao tenho interesse, mas ganho muito mais com o retorno que ganho das pessoas e pela felicidade de compartilhar o meu trabalho e que,fique registrado foi um dos que mais me deu prazer.
Obrigada
Carolina Granato

jezimaria lima disse...

Olá!! sou professora de natação, tenho alunos autistas e posso comprovar, na prática, que um autista pode nadar sim e muito bem, tenho uma aluna de 4 anos que está se desenvolvendo mais rápido do que outras da mesma idade e que não são autistas.. Tenho outros na faixa etária de 8 e 10 anos que já estão iniciando os níveis avançados... Embora o autismo traga consigo alguns atrasos isso não quer dizer que realizar uma atividade, para ele, será apenas p desenvolver sua concentração ou outra coisa do tipo. Eles aprendem e aprendem muiito bem, são carinhosos. Tenho alunos que quando me veem me abraçam, abraçam seus colegas.. é lindo ver o desenvolvimento da faala, depois de algum tempo, perdendo os seus medos, encarando novos desafios. Tenho um aluno que comenta comigo sobre natação, sobre os tipos de nado e as competições que ele viu na tv... Amo trabalhar com esse grupo, amo muito...

jezimaria lima disse...

Olá!! sou professora de natação, tenho alunos autistas e posso comprovar, na prática, que um autista pode nadar sim e muito bem, tenho uma aluna de 4 anos que está se desenvolvendo mais rápido do que outras da mesma idade e que não são autistas.. Tenho outros na faixa etária de 8 e 10 anos que já estão iniciando os níveis avançados... Embora o autismo traga consigo alguns atrasos isso não quer dizer que realizar uma atividade, para ele, será apenas p desenvolver sua concentração ou outra coisa do tipo. Eles aprendem e aprendem muiito bem, são carinhosos. Tenho alunos que quando me veem me abraçam, abraçam seus colegas.. é lindo ver o desenvolvimento da faala, depois de algum tempo, perdendo os seus medos, encarando novos desafios. Tenho um aluno que comenta comigo sobre natação, sobre os tipos de nado e as competições que ele viu na tv... Amo trabalhar com esse grupo, amo muito...

Jezimária disse...

Olá!! sou professora de natação, tenho alunos autistas e posso comprovar, na prática, que um autista pode nadar sim e muito bem, tenho uma aluna de 4 anos que está se desenvolvendo mais rápido do que outras da mesma idade e que não são autistas.. Tenho outros na faixa etária de 8 e 10 anos que já estão iniciando os níveis avançados... Embora o autismo traga consigo alguns atrasos isso não quer dizer que realizar uma atividade, para ele, será apenas p desenvolver sua concentração ou outra coisa do tipo. Eles aprendem e aprendem muiito bem, são carinhosos. Tenho alunos que quando me veem me abraçam, abraçam seus colegas.. é lindo ver o desenvolvimento da faala, depois de algum tempo, perdendo os seus medos, encarando novos desafios. Tenho um aluno que comenta comigo sobre natação, sobre os tipos de nado e as competições que ele viu na tv... Amo trabalhar com esse grupo, amo muito...