É preciso conhecer

É preciso conhecer

sábado, 22 de maio de 2010

Grupo de Apoio, Pesquisa e Troca de Experiências sobre Autismo e Síndrome de Asperger se reune em Florianopolis

Grupo de Apoio, Pesquisa e Troca de Experiências sobre Autismo e Síndrome de Asperger (AS.)

Apesar de atualmente termos mais acesso a material seja em livros e principalmente a internet, devemos lembrar que o autismo é algo muito “individual” sendo cada caso um caso, e apesar das características em comum, cada indivíduo apresenta-se de forma diferenciada.

Porém o contato e a experiência de quem convive diariamente com o autista nesses casos, podem nos trazer mais suportes para lidar com esse desafio!

Com intuito dessa troca de experiência, que traz conforto para as pessoas que estão lidando atualmente com crianças e adolescentes, pensou-se na iniciativa de montar um grupo, de estudos e apoio a assuntos ligados a Autismo e AS.

Descrição do evento:

Durante a realização deste encontro, pais, familiares, amigos, especialistas, professores e outras pessoas interessadas no tema Autismo e Asperger trocam experiências, apresentam novas informações e, principalmente, relatam e debatem sobre suas vivências com filhos, conhecidos, alunos ou familiares autistas.
“Para conviver é preciso conhecer”, e é com essa troca de experiências e vivências a oportunidade de saber mais e aprender, são momentos únicos, que não se consegue muitas vezes obter vida acadêmica.

“Devemos aprender a olhar o mundo através do ponto de vista de uma pessoa com autismo, assim vamos entendê-lo”. (Luciane Oliveira Vianana).

Como funciona:
A cada um sábado do mês, iremos escolher temas que deverão ser estudado a parte e debatido nas reuniões, sempre com algum profissional da área, (fonoaudióloga, psiquiatra, médico, psicólogos, etc) para trazer esclarecimento técnico, e claro a participação dos pais e professores contribuindo com seus relatos que é um ponto muito importante.
Usaremos o livro*: Convivendo com Autismo e Síndrome de Asperger. Estratégias práticas para pais e profissionais, num primeiro momento para nortear os estudos, sempre será avisado com antecedência os assuntos a serem trabalhados.

A escola infantil Flor do Campus (UFSC), que atualmente faz a inclusão de dois meninos autistas, ofereceu gentilmente o espaço para reuniões.
Possui estacionamento, é um local arborizado, com muito espaço e segurança. Deste modo os pais que tiverem interesse poderão trazer seus filhos, pois muitas vezes o que os impedem de participar de palestras, é justamente não ter com quem deixá-los ou não ser um espaço apropriado para levá-los.

Contamos com a participação de todos, é gratuito.
Gostaríamos de colaboração para um lanche coletivo.




Programação:

29 Maio de 2010

14:00h Momento para leitura de material.

14:30h Como as Crianças Portadoras de Distúrbio do Espectro do Autismo Vêem o Mundo?

Palestrante: GISELE TRIDAPALLI. Psicóloga AMA- Fpolis


16:00h Linguagem e Desenvolvimento de Aptidões de Comunicação.

Palestrante :Bianca Durieux

12 de junho de 2010

14:00h Momento para leitura de material

14:30h Autismo Infantil como Detectar ?Avaliação e Diagnóstico.
Palestrante: Dr THIAGO DEMATHÉ
Médico Pediatra - Clínica Arco Íris e Clínica Tio Cecim
Coordenador/Professor do Projeto Terapeutas da Alegria - UFSC



16:00h Autismo e Genética
Palestrante: Drª Pricila Bernardi- Geneticista do HU da UFSC


Inscrições: Alessandra Gutierrez
guiauismo@gmail.com /32334176- 84097565
Local : Flor do Campus (escola próximo aos escoteiros dentro da UFSC)

*WRIGHT,Barry e WILLIAMS,Chris
Convivendo com Autismo e Síndrome de Asperger. Estratégias Práticas para Pais e Profissionais. 2008. M.Boooks.SP

3 comentários:

mercadopúblicofloripasc disse...

Ola Queridos:

Gostaria muito de agradecer a presença de todos!



Isso só nos fortalece, estar junto de um grupo que passa ou já passou pelas mesmas dificuldades nossas!



Bom tbém estar num lugar onde nossos filhos puderam circular livremente e ser eles próprios cada um com seu jeitinho particular e beleza única! O grupo revezando para olhar o filho do outro, foi muito legal.



Esse foi o primeiro encontro, espero que possamos estar juntos mais vezes, e aos poucos indo nos aproximando por afinidades, delegando tarefas, estudos, e nos fortalecermos como grupo para buscar nossos direitos e pedir apoio.



Gostaria também que nossa missão fosse a de Divulgar o Autismo como um todo, idependente se o caso seja de Asperger, Autismo leve ou Severo. Se o tratamento do filho(a) é com terapia A ; B ou C.

E esse acredito ser o ponto mais delicado do grupo, afinal cada um tem liberdade de seguir o tratamento que achar adequado para seu filho(a), portanto dar depoimentos, falar sobre sua experiência é super positivo, mas como daqui pra frente vamos nos voltar muito para esse assuntos,

é prudente tomar cuidado com a forma de abordagem e críticas.



Se quizemos nos organizar como um todo é preciso união, força e respeito e todos esse detalhes(individuais) passam a ser meros detalhes no ponto de vista "coletivo".



Porque juntos podemos negociar preços, descontos , etc, sozinhos não! Vamos pensar nisso com carinho!



Abraços fraternos!



Alessandra Gutierrez Gomes da Cruz- Mãe do Gui

mercadopúblicofloripasc disse...

Para quem quer entrar em contato com a Alessandra o email é: alessakravitz@hotmail.com

Levi J. Hessel disse...

Encontros visando a troca de experiências sobre autismo e SA. deveriam ser promovidas com certa regularidade num espírito de altruismo.
Sòmente hoje, final de Jan. de 2012que li sobre o encontro e apreciaria muito poder estar presente tendo em vista que durante um pouco mais de 60 anos, sofro com o que acho ser a chamada SA.
Todos que possuem algum disturbio neurològico precisam de apoio para viver no que parece ser o mundo normal.
Se souberem de algum adulto ou até mesmo jovem que tenha a SA, gostaria muito de conhecer tal pessoa ou simplesmente trocar correspondência com ela.
Meu nome: Levi J. Hessel
hesttela@hotmail.com
Abraços.